9 de janeiro de 2019

Adensamento do concreto: o que é e por que é importante na obra?

O adensamento do concreto é uma das etapas mais importantes da concretagem. Ele faz parte do processo da construção de lajes, alicerces, colunas, vigas, pavimentações e postes. Confira os benefícios que ela oferece na obra.

O adensamento do concreto é uma etapa fundamental da concretagem e é usado principalmente na construção de lajes, vigas, colunas e pavimentações. Confira a importância deste procedimento para a qualidade da obra e as diferentes formas de fazê-lo.

O que é adensamento do concreto?

Assim que o concreto é lançado nas fôrmas e ainda está fresco, é preciso movimentá-lo para eliminar bolhas de ar, espaços vazio e excesso de água de seu interior. Esse processo de compactação é chamado de adensamento e deixa a mistura mais uniforme, facilitando a acomodação do concreto no interior das formas.

Foto: royalmaquinas

Como fazer?

O processo varia de acordo com o volume utilizado e o tipo de obra. Ele pode ser feito manualmente, e é possível usar barras de aço ou pedaços de madeira como soquetes, sendo mais importante a quantidade do que a força de cada golpe. No adensamento manual, a espessura da camada não deve ultrapassar 20 cm, de modo a facilitar a saída de bolhas de ar. O processo de adensamento deve cessar assim que aparecer na superfície do concreto uma camada lisa de cimento e elementos finos.

Já o adensamento mecânico, que é indicado para obras de médio e grande porte, possui várias formas de se fazer. Os tipos mais comuns são:

  • Vibrador de imersão: a agulha localizada na ponta do mangote deve ser fixada na posição perpendicular à massa com espaços de aproximadamente 40 cm, que é, geralmente, o raio de ação do vibrador. O tempo de vibração é de 5 a 30 segundos em cada ponto, dependendo do concreto. A vibração deve ser feita por camadas com espessura de no máximo 40/50 cm. Não devem sofrer vibrações os pontos próximos das formas (menos de 10cm) e camadas já adensadas e acomodadas.

    Foto: Royal Maquinas

  • Vibrador externo ou de fôrma: é um aparelho que se instala junto às formas cujo efeito corresponde ao vibrador de agulha, desde que aplicado da maneira correta. Na maior parte das vezes, ele é utilizado em indústria de pré-fabricação, pois é de difícil transporte.

    Foto: Ponto certo ferramentas

  • Mesa vibratória: nada mais é do que uma mesa, como o próprio nome já diz, onde são colocadas as peças de concreto para adensamento. As indústrias de pré-moldados de pequeno e médio porte, são quem mais utilizam este equipamento no processo de produção de blocos, placas, meios-fios, pequenas vigas, etc.

    Foto: Royal Maquinas

  • Centrifugação: esta técnica de adensamento é usada na produção de peças pré-moldadas de seção transversal circular, como tubos, postes e estacas. A ação da centrifugação realiza o adensamento através do aumento do peso aparente do concreto contra as paredes da fôrma. Os elementos mais pesados são projetados para a parte exterior da peça e, no interior, fica uma grande concentração de cimento.

    Foto: Silva Fundacoes

 

Quais são as vantagens do adensamento do concreto?

Quando feito corretamente, o adensamento reduz a porosidade do concreto, deixando-o mais denso, diminui a permeabilidade, suportando melhor a ação de líquidos agressivos, e aumenta a aderência do concreto à armadura, fundamental para a transferência de esforços e deformações inerentes ao concreto armado  A eliminação do ar no interior do material vai torná-lo mais resistente e conferir maior durabilidade às estruturas, e, como facilita a acomodação do concreto nas formas, vai ainda evitar falhas e rachaduras. Existem também vantagens no acabamento, já que o processo garante superfícies lisas e melhora a aparência final da construção.

 

Quais cuidados tomar com o adensamento do concreto?

Confira nossas dicas para um procedimento correto:

  1. Entenda qual a vibração necessária para o seu tipo e quantidade de concreto. Ela deve ser suficiente para eliminar todos os vazios, mas sem causar a  segregação dos agregados, e preencher todos os cantos das formas.
  2. Preencher as formas com concreto em camadas de altura compatível com o tipo de adensamento previsto.
  3. O tempo e a frequência das pulsações dependem da densidade do concreto. Quanto mais consistente ele for, maior o tempo e a frequência necessários.
  4. Não deixe a forma  trepidar durante o adensamento para não formar ainda mais vazios e prejudicar a aderência.
  5. Evite encostar o vibrador nas armaduras. A vibração dos vergalhões pode criar uma camada de espaço vazio em volta deles, reduzindo consideravelmente a aderência do concreto nas barras de aço.

 

E aí, conseguiu entender a importância do adensamento do concreto para sua obra?

Divide com a gente aqui nos comentários sua experiência!

Tags:,

Deixe uma resposta

  • Veja Também

    Quer receber conteúdos/novidades
    gratuitamente
    no seu e-mail?