9 de outubro de 2018

Cenoura e beterraba são utilizadas no desenvolvimento de concreto mais resistente

Imagina um tipo de concreto com substâncias de cenouras e beterrabas como matéria prima? Isso já é uma realidade!

A inovação está vindo da natureza: cientistas ingleses estão desenvolvendo um tipo de concreto mais flexível e resistente utilizando substâncias químicas retiradas de cenouras e beterrabas.

O projeto vem da Universidade de Lancaster, na Inglaterra, onde pesquisadores descobriram que a adição de nanopartículas extraídas das raízes são responsáveis pela produção de hidrato de silicato de cálcio, composto químico responsável pela flexibilidade e resistência do concreto.

Para entender melhor, assista:

Ainda que o uso desses compostos representem uma evolução no mercado do concreto, não para por aí: várias pesquisas têm gerado tipos de concreto cada vez mais específicos e personalizados, que se aplicam em todos os tipos de obra de acordo com as suas necessidades.

Por exemplo, existem concretos produzidos especificamente para ambientes que necessitam de uma proteção radioativa ou até mesmo que entram em contato com a água.

Vale destacar que a partir da criação de concretos cada vez mais resistentes, a construção sofrerá uma redução sensível em seu custo, já que exigirá menos concreto. Esse tipo de descoberta com legumes, segundo pesquisas, esse tipo de concreto emite menos CO2, gera uma economia de 40 quilogramas de cimento Portland comum por metro cúbico e ainda funciona melhor que outros aditivos.

A pesquisa deve apresentar seus primeiros resultados comerciais em 2020 e para isso conta com um investimento de quase um milhão de reais. 

Tá gostando dos conteúdos e não quer ficar de fora? Acompanhe nosso instagram @juntosnaobra e também nosso Facebook. 

Até a próxima!

 


Deixe uma resposta

  • Veja Também

    Quer receber conteúdos/novidades
    gratuitamente
    no seu e-mail?